6 passos para uma impermeabilização perfeita

Para fazer a impermeabilização perfeita é preciso que o profissional tenha conhecimento sobre o assunto. Muitas vezes a impermeabilização não sai impecável por falta de informação, mas com os passos que iremos abordar a seguir, o profissional consegue entregar um trabalho de qualidade.

A impermeabilização é um processo fundamental em qualquer obra e é uma tarefa que deve ser levada muito a sério, pois quando mal feita, pode causar danos irreparáveis a qualquer edificação e até a saúde e segurança dos frequentadores do ambiente. Confira quais são os 6 passos para uma impermeabilização perfeita.

 

1 – Faça um projeto de impermeabilização 

O projeto de impermeabilização é o primeiro passo para que essa tarefa seja feita da forma correta. No projeto é possível identificar as necessidades de impermeabilização de acordo com as características de cada construção, como as movimentações estruturais, fluxo de pessoas, áreas molhadas e muito mais.

Para fazer a composição do projeto estrutural, o profissional deve estar atento às normas NBR 9575 (Impermeabilização: Seleção e Projeto) e NBR 9574 (Execução de impermeabilização). O projeto precisa estar dentro das normas para fins de segurança e qualidade e também para que a obra não sofra penalidades.

 

2 – Escolha o impermeabilizante correto

De acordo com as especificações do projeto, o profissional vai perceber a necessidade de escolher o impermeabilizante correto para cada ambiente. Na linha de impermeabilizantes Tytan você encontra uma variedade de produtos para cada situação, todos feitos com a maior qualidade e tecnologia de modo a facilitar o trabalho do profissional e ajudar na entrega da impermeabilização perfeita.

Contudo, é importante utilizar impermeabilizantes diferentes, pois cada área possui uma exigência relacionada à incidência de água e umidade do ar. Você encontra na Tytan diversos produtos diferentes, para áreas molhadas, rodapé, telhados, fundações, laje e outras necessidades que possam vir a surgir. Baixe nosso Ebook Gratuito sobre impermeabilização e se torne especialista no assunto.

 

3 – Verifique os sistemas de drenagem 

Os sistemas de drenagem ajudam na prevenção de infiltrações e cuidam para que a água que entrar não fique parada e cause danos à estrutura. Por isso é importante que o projeto de drenagem seja bem feito e executado, uma vez que ele colabora para que os impermeabilizantes não façam esforço extra, o que pode vir a prejudicar a edificação com o tempo.

A mesma importância deve ser dada ao escoamento da água da chuva. É importante que as calhas estejam bem instaladas para que a água corra no lugar certo e não cause infiltrações.

 

4 – Faça o correto nivelamento e caimento da superfície

Também é importante fazer a correta execução de nivelamento e caimento das superfícies para que a água possa escorrer para os sistemas de drenagem e não fique parada e acumulada, causando o risco de infiltrações. 

Por isso é necessário que o profissional execute essa etapa com muito cuidado, especialmente em áreas como lajes que carregam função estrutural e não podem ser comprometidas.

 

5 – Aplique impermeabilizantes de qualidade

Cada produto possui a sua forma de aplicação e o profissional deve levar em conta todos os detalhes para obter o melhor aproveitamento do material. 

Os produtos da Tytan, por exemplo, são amplamente pensados para cumprirem suas funções e entregarem o mais alto nível de qualidade, praticidade e economia, contanto que o profissional os utilize da maneira correta.

Posto isso, procure saber mais sobre o produto utilizado e as indicações do fabricante para obter maior aproveitamento do produto.

Ainda tem dúvidas sobre como aplicar o impermeabilizante? Conheça os treinamentos da Formação Tytan. No dia 14.04.2021 teremos o webinar com o tema Aqua Protect. Clique aqui e inscreva-se!

 

 

6 – Faça o teste de estanqueidade 

O processo final da impermeabilização perfeita é selado com o teste de estanqueidade que vai determinar se a tarefa foi cumprida com sucesso. 

Sobretudo, é necessário que o processo todo seja feito de acordo com as normas da NBR 9574, fazendo um ensaio de estanqueidade com água pura e limpa.

A duração do teste é de no mínimo 72h para que o sistema seja capaz de ser testado com segurança e verificar as falhas na impermeabilização. Este teste é essencial para que as falhas sejam identificadas e consertadas logo no início.

Ficou alguma dúvida sobre o assunto? Entre em contato conosco pelo telefone (41) 3026-0306 ou vendas@selena.com. 

Não deixe de nos acompanhar também no Facebook, Instagram, YouTube, além de conferir o nosso blog para ficar por dentro de dicas interessantes para a sua obra.